Blog de Priscila » 2014
Recife, 17 de dezembro de 2014

Após dez anos, Priscila Krause se despede da Câmara e reafirma “dever indeclinável de fidelidade ao eleitor”

Vereadora do Recife desde 2005, quando tomou posse pela primeira vez aos 26 anos, Priscila Krause (DEM) se despediu da tribuna da Casa de José Mariano, agora há pouco, em discurso marcado pela emoção e ratificação de compromissos. Eleita deputada estadual no pleito de outubro, Priscila assume o novo papel a partir de fevereiro de 2015, após três mandatos consecutivos como vereadora, mas adiantou que a mudança não presume novo foco: “saio da Câmara dos Vereadores, mas o Recife jamais sairá de mim”, registrou.

No discurso emocionado, acompanhado pela maioria dos vereadores, Priscila disse que “se doou à Câmara do Recife”, lembrando suas participações nas comissões temáticas, em discussões importantes como a revisão do Plano Diretor da cidade, nos debates no plenário e na fiscalização do Poder Executivo – “nas vezes que fomos aos órgãos fiscalizadores apresentar questionamentos em defesa dos contribuintes”, lembrou. Além de vários funcionários da Casa, que citou nominalmente, Priscila homenageou os colegas na figura do ex-vereador Liberato Costa Júnior (PMDB), “com quem aprendeu e debateu”.

Em referência à nova fase da sua trajetória política – o mandato que assumirá na Casa de Joaquim Nabuco – Priscila assegurou que “manterá intacto o compromisso de exercer o mandato, dia a dia, tendo como guia valores e princípios que têm norteado a minha vida pública”. Entre eles, destacou as liberdades política e econômica, sob a garantia do estado democrático de direito, o dever “indeclinável” de fidelidade ao eleitor e, por fim, a defesa “intransigente” do contraditório.

Ainda sobre o seu papel na Assembleia Legislativa, Priscila refutou a hipótese de se distanciar do seu eleitorado em benefício de acordos casuísticos. “Não serei refém das conveniências eleitorais, nem mesmo do pragmatismo político, quando confrontada com princípios e convicções. Estarei, sempre, a serviço dos interesses de Pernambuco e do zelo pela coisa pública”, finalizou.

 

Recife, 10 de dezembro de 2014

PCR encerrará ano descumprindo promessa de entregar 29 obras, afirma relatório de Priscila Krause

Foto: Cecilia Sá Pereira/Assessoria

A vereadora Priscila Krause (DEM) divulgou agora há pouco, por meio dos seus perfis no Facebook, relatório que aponta atraso na entrega de 29 obras públicas de responsabilidade da administração Geraldo Julio. Todas elas deveriam estar concluídas esse mês, quando a gestão completa a sua primeira metade. “A situação é muito diferente do que li na entrevista de balanço do prefeito, divulgada no final de semana. O fato é que o Recife parou e, se o ritmo continuar assim, passaremos a andar para trás”, registra.

Vice-presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara do Recife, Priscila também divulgou dados da movimentação financeira da PCR que atesta a diminuição brusca de investimentos em obras públicas em 2014. Apenas em relação ao ano passado, os gastos com obras caíram 59%. Os dados de 2014 – que registram movimentações financeiras no Portal da Transparência municipal até ontem (9) – são inferiores aos alcançados em 2011, 2012 e 2013.

A maior parte das 29 obras que deveriam estar entregues à população recifense ainda esse ano, mas estão atrasadas, são das áreas de educação e saúde. “A gestão vai precisar trabalhar muito para cumprir o programa de governo. Me parece que está faltando planejamento e foco. São 42 CMEIS prometidos na educação, 21 escolas integrais, 20 Upinhas. Mas a marca mesmo tem sido o atraso”, critica.

Para a vereadora, que deixa a Câmara do Recife em janeiro para assumir uma vaga na Assembleia Legislativa, o mais preocupante é a expectativa de dificuldades financeiras que o País passará em 2015, de acordo com a previsão de economistas. “Não adianta vender uma cidade que a gente não vê na vida real. Não cola”, finalizou.

Recife, 01 de dezembro de 2014

Aprovado projeto de Priscila que prevê transparência na concessão das diárias de servidores municipais

O plenário da Câmara do Recife aprovou por unanimidade, na tarde desta segunda-feira (1º), projeto de lei (280/2013) de autoria da vereadora Priscila Krause (DEM) que cria normas de divulgação a respeito das diárias concedidas aos servidores municipais que cumprem tarefas em localidades fora do Recife. Atualmente, o valor gasto pelos cofres públicos com esse tipo de despesa já é divulgado no Portal da Transparência, mas informações detalhadas são inacessíveis ao cidadão.

A matéria aprovada determina que a Prefeitura do Recife – e todas as autarquias, fundações, sociedades de economia mista e empresas públicas do município – divulgue mensalmente em site oficial da administração relatório detalhado a respeito das diárias concedidas no período. Será obrigatório à PCR informar o nome do servidor, cargo, itinerário e data da viagem, valor repassado e a justificativa da empreitada. A vereadora Priscila Krause inspirou-se em iniciativa legislativa semelhante, já em voga no município de Curitiba (lei 12.222/2013).

De acordo com Priscila, o projeto – que segue para sanção do prefeito Geraldo Julio (PSB) – é mais uma ação que beneficia o cidadão recifense com mais informações sobre os gastos públicos do município. “O valor pago em diárias é um valor significativo, só esse ano já são quase quinhentos mil reais aqui na Prefeitura. Obviamente que as diárias precisam existir porque viagens a serviço em benefício da cidade são muitas vezes importantes, mas o cidadão tem o direito de acompanhar isso com mais detalhes. É uma vitória pela transparência, por um governo acompanhado por todos”, concluiu.

Dados registrados no Portal da Transparência da Prefeitura registram despesa de R$ 484,9 mil com diárias concedidas de janeiro deste ano até sábado passado (29). Desse valor, R$ 17,6 mil foram destinados a servidores, empregados e agentes políticos que atuaram em cidades pernambucanas fora do Recife, R$ 346,4 mil no País – exceto Pernambuco – e R$ 121,5 mil no exterior.

Recife, 21 de novembro de 2014

Priscila Krause entrega medalha do mérito José Mariano ao arquiteto Waldecy Pinto

 

Foto: Cecilia Sá Pereira

A vereadora do Recife Priscila Krause (DEM) comandou na manhã desta sexta-feira (21) a entrega da medalha do mérito José Mariano, a mais alta comenda do legislativo municipal, ao arquiteto, urbanista e professor Waldecy Pinto. Presidida pelo vereador Vicente André Gomes (PSB), a sessão foi prestigiada por nomes de relevância do mundo político, acadêmico e da sociedade civil como o deputado federal José Chaves (PTB), o pároco da Matriz de Casa Forte, padre Edvaldo, o ex-reitor da Rural de Pernambuco, Valmar Corrêa, entre outros.

Para Priscila, a entrega da medalha é “um justo reconhecimento à contribuição dele na história da arquitetura e do urbanismo recifenses”. No discurso da vereadora, citações a Palmares, onde o homenageado nasceu, ao Clube Náutico Capibaribe, às participações na administração municipal como secretário de Planejamento, entre as décadas de 60 e 70, além de trabalhos na administração pública que merecem destaque como o planejamento do Sesc Ler Goiana, localizado no município da Mata Norte pernambucana. “A experiência na gestão pública, aliada ao vasto conhecimento técnico em mais de meio século de atividade profissional, deu a Waldecy Pinto os instrumentos teóricos e o alargamento intelectual que se unem à singular sensibilidade”, complementou.

Emocionado, Waldecy agradeceu a honraria e, após mais de meio século de atividade profissional, comparou a solenidade à entrega de uma medalha olímpica de ouro. “Eu só tenho a agradecer, muito, muito obrigado. Comparo como se fosse um atleta olímpico subindo no pódio para receber a medalha de ouro. Infelizmente a ciência ainda não conseguiu um instrumento capaz de demonstrar como se encontra a relação de todas as células do meu organismo. Principalmente a do meu coração para avaliar como se encontra o meu estado emocional”, concluiu.

Recife, 18 de novembro de 2014

Priscila Krause pede que prefeito “saia do gabinete” e explique paralisação de obras no Recife

Foto: Cecilia Sá Pereira/Assessoria

A vereadora Priscila Krause (DEM) cobrou agora há pouco, na tribuna da Câmara, que o prefeito Geraldo Julio (PSB) “saia de dentro do gabinete” e explique publicamente as razões pelas quais várias obras da Prefeitura do Recife estão paradas ou atrasadas. Ela repercutiu o editorial do Jornal do Commercio, publicado na edição desta terça-feira (18), intitulado “Canteiro de obras paradas”. “O prefeito não pode se fechar no gabinete. Ele tem que vir a público esclarecer o que está acontecendo”, afirmou. Após ler o texto, Priscila solicitou que o editorial fique registrado nos anais da Casa.

Além das obras paralisadas da Via Mangue, da requalificação da Praça Tiradentes e da modernização do Geraldão, registradas pelo JC, Priscila citou outros exemplos de paralisia e atraso, como a conclusão dos habitacionais Sérgio Loreto e Vila Brasil, a comunidade do Pilar, o complexo viário Monteiro-Iputinga, a instalação de equipamentos de fiscalização nos corredores da Faixa Azul e a entrega de sete novas sedes de escolas municipais, por exemplo. “O que me espanta e assusta é o posicionamento da Prefeitura, do prefeito, que sequer existe. Quando as obras são iniciadas, tudo parece muito fácil e há muita divulgação. Agora o silêncio impera”, acrescentou.

Priscila também sublinhou que muitas das intervenções paradas ainda foram iniciadas na gestão do ex-prefeito João da Costa (PT). A Via Mangue, maior investimento viário da história da Prefeitura do Recife,  iniciado em 2011, só foi entregue pela metade. A vereadora anunciou inclusive que realizará na primeira quinzena de dezembro mais uma audiência pública para discutir o assunto.

Recife, 14 de novembro de 2014

Priscila encontra com o deputado americano Ako Abdul-Samad

Foto: Cecilia Sá Pereira/assessoria PK

Uma conversa bem descontraída marcou o encontro que a vereadora Priscila Krause teve com o deputado democrata norte-americano Ako Abdul-Samad, na tarde desta quinta-feira (13.11), no bairro do Recife Antigo.

A reunião foi promovida pela ONG Novo Jeito e contou com a participação de parlamentares das três esferas públicas, além de representantes de outras ONGs, artistas, ativistas e membros da sociedade civil.

Cada participante se apresentou, falando sobre suas atividades. A ideia foi difundir a prática do bem através de ações de empreendedorismo, e com essa troca de experiências, assumir o compromisso da construção de uma sociedade melhor e mais unida.

No Recife como palestrante convidado da conferência Vox, Ako elogiou Priscila pelo trabalho realizado como parlamentar de oposição, durante esses 10 anos na Câmara do Recife e a parabenizou pela eleição à Assembleia Legislativa, mas reafirmou que a prática do bem tem que ser tratada como uma ação contínua e que o trabalho não pode parar.

O deputado norte-americano também compartilhou com os presentes uma parte da sua história de vida. Falou sobre quando perdeu sua mãe e o único filho para a guerra racial e como conseguiu perdoar e ajudar o homem que os assassinou.

Promovida pela ONG Novo Jeito, a conferência Vox acontece nesta sexta e sábado, em Boa Viagem.


Recife, 11 de novembro de 2014

Comissão de Finanças e Orçamento volta a analisar LOA

Foto: Cecilia Sá Pereira/assessoria PK

Conforme acertado na última sexta-feira, a Comissão de Finanças e Orçamento da CMR se reuniu outra vez, nesta terça-feira (11.11) para continuar a análise da Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser votada até o final do mês, para então seguir para sanção do prefeito Geraldo Júlio (PSB).

Durante a reunião, a vereadora Priscila Krause (DEM) reafirmou a necessidade de reduzir o percentual destinado à suplementação orçamentária. A proposta da Prefeitura fixa em 15% esse valor. “Nossa luta é para que esse número seja reduzido para 10%. É mais do que suficiente para a Prefeitura suplementar o que for necessário. Além disso a Câmara teria que se posicionar: manter em 15% é passar um cheque em branco para a gestão, e isso é ruim para a democracia”, defende a vereadora.

Além dos demais membros da comissão, também participaram do encontro representantes da área da Cultura, que pediram mais investimentos para o setor. Na audiência da última sexta-feira, a Priscila denunciou a queda de 16,12% no orçamento destinado à Cultura.

Recife, 07 de novembro de 2014

Priscila participa de encontro na rádio CBN

Foto: Cecilia Sá Pereira/assessoria PK

A vereadora Priscila Krause participou, na tarde desta sexta-feira (07.11), de um encontro para debater questões sobre a participação das mulheres na política. A conversa foi sediada na rádio CBN (97.1 FM) ,sob o comando do jornalista Aldo Vilela, e contou com a participação da também vereadora Isabella de Roldão (PDT).

Entre os tópicos abordados estavam o papel da mulher desde as primeiras formações socias, e também o preconceito ainda existente contra a ocupação de cargos antes destinados apenas aos homens.

O debate girou em torno da representação feminina nas esferas municipal, estadual e também federal e como essa participação é vista aos olhos tanto dos eleitores como das próprias parlamentares.

Sobre sua participação na Assembleia Legislativa, Priscila deixou claro que não vai deixar para trás as questões relativas ao Recife. “O meu mandato na Assembleia vai ser permeado por desafios”, disse a deputada eleita.

Entre esses desafios estão o compromisso que assumiu de trabalhar pelo Agreste Meridional, mais especificamente a região de Garanhuns,  e também o de fazer com que o Recife e a Região Metropolitana entrem definitivamente na pauta da Alepe. “A Assembleia é uma casa que reúne representações de todo o estado, então o Recife estará  sendo representado. Essa concorrência com a própria Câmara Municipal existe, mas a gente tem que encontrar uma intersecção”, explicou.


Recife, 07 de novembro de 2014

Comissão de Finanças e Orçamento discute orçamento para 2015

Foto: Cecilia Sá Pereira/assessoria PK

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal do Recife realizou, na manhã desta sexta-feira (07.11), audiência pública para discutir a Lei Orçamentária Anual (LOA) e o Plano Plurianual (PPA).

Vice-presidente da comissão, a vereadora Priscila Krause fez questionamentos quanto ao desempenho orçamentário e financeiro da Prefeitura em 2014 e os investimentos previstos para 2015.

A vereadora chamou atenção para a diferença entre o que foi  previsto para as Receitas de Capital e o que efetivamente se concretizou. “Para que se tenha uma ideia, a previsão de operações de crédito era de R$ 698,07 milhões e R$ 93,7 milhões foram captados. E nas transferências de convênios com a União, o quadro ainda é pior: dos R$ 262,24 milhões previstos, apenas R$ 14,495 milhões foram depositados”, questionou Priscila.

Outro ponto destacado por Priscila foi a redução significativa de recursos em áreas importantes como Assitência Social, Cultura e Habitação . “É preocupante que uma cidade com a pluralidade cultural como o Recife, com equipamentos importantes como o Teatro do Parque, tenha uma diminuição de 16,12% em valores absolutos em seu orçamento”, disse a vereadora. O orçamento da Cultura saiu de R$ 105.316 milhões, em 2014, para R$ 88.338 milhões. Outras áreas afetadas com as reduções fora a Assistência Social (14,90%) e Habitação (10,29%).

Por lei, a peça orçamentária tem que ser votada e enviada para o prefeito até o dia 30 deste mês. A comissão volta a se reunir na próxima terça-feira (11.11), às 10h, na Sala das Comissões.


Recife, 06 de novembro de 2014

Prisicla Krause homenageia os 40 anos de fundação da faculdade Esuda

Foto: Cecilia Sá Pereira/assessoria PK

Em sessão solene realizada no plenário da Câmara na tarde desta quinta-feira (06.11), a vereadora Priscila Krause homenageou os 40 anos de fundação da Faculdade de Ciências Humanas Esuda.

No discurso comemorativo, Priscila falou sobre a trajetória da instituição, que teve início na década de 1970 e já neste tempo se destacou pelo pioneirismo de publicar livros didáticos elaborados por seus próprios professores.

Ainda sobre o início da Esuda, a vereadora lembrou a ligação pessoal que tem com a faculdade, através do seu pai, Gustavo Krause, que nos anos 70 e 80 foi integrante dos corpos docente e de coordenadores da instituição.

“Até hoje, ele se refere àquela época como um tempo marcado pela felicidade de exercer plenamente a vocação de professor e pela admiração quando se referia à visão de Pedro e Wilson Barreto como notáveis educadores/empreendedores”, ressaltou Priscila.

Outro destaque das palavras de Priscila foi a disposição da faculdade para apoiar a inclusão social. Nos anos 2000 foram criados o Núcleo de Acessibilidade Esuda (NAE), responsável por atividades de extensão com o intuito de garantir acessibilidade para toda a comunidade, e o VISE – o Vestibular de Sócio-inclusão Educacional Esuda, que dá desconto de até metade do valor da mensalidade para alunos com dificuldades financeira, social ou física.

A cerimônia foi encerrada com a entrega de placa comemorativa aos fundadores do Esuda Wilson Barretto e Pedro Muniz.


Próxima Página »