Recife, 04 de setembro de 2018

Priscila Krause alerta sobre promessa de Paulo sobre 13º salário do Bolsa Família ao lembrar que PE é um dos últimos a pagar folha salarial

Foto: Mariana Carvalho

A deputada estadual Priscila Krause (DEM) utilizou sua conta no Twitter, no início da tarde de ontem (03), para questionar a promessa de campanha do governador Paulo Câmara (PSB) de conceder um 13º salário aos beneficiários do programa Bolsa Família em Pernambuco. A parlamentar, que é componente da Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa, afirmou que a gestão estadual só oficializou nessa segunda-feira o calendário de pagamento dos servidores efetivos, comissionados, aposentados e pensionistas referente ao mês de agosto. Ainda assim, a liberação ocorrerá apenas no feriado, quando os bancos estão fechados, dificultando o acesso aos valores.

“É preciso que o candidato do governo tenha mais responsabilidade com o que promete numa campanha eleitoral. Nós já viemos de um processo muito traumático em dois mil e quatorze, quando o PSB prometeu mundos e fundos ao eleitorado e não cumpriu praticamente nada”, registrou. A deputada estadual afirmou que, ao contrário dos últimos meses, quando o governo divulgava o calendário até o dia 31 de cada mês, a Secretaria da Fazenda está atrasando a divulgação mês a mês, alertando sobre as reais dificuldades de caixa do governo estadual. No governo anterior, o calendário de pagamentos era anunciado logo no mês de janeiro.

“A gente está em pleno período eleitoral e está claro que estão esticando a corda. Quando tentam passar que somos um dos únicos estados que pagam em dia, na verdade não trazem a verdade dos fatos. Fizemos um rápido levantamento e a maior parte dos estados nordestinos inclusive já quitou a folha de agosto, alguns até já pagaram a primeira parcela do décimo terceiro. Como parlamentar, é preciso trazer a verdade dos fatos porque a real situação fiscal de Pernambuco é outra, ao contrário já teriam feito o pagamento como ocorreu na Bahia, no Ceará e na Paraíba. A mania de fazer promessa baseada em irrealidades precisa parar”, afirmou.

De acordo com Priscila, tais dificuldades de caixa – em contraponto ao aumento da arrecadação, fruto de incrementos nas alíquotas de impostos – estão sendo encobertas pelo Palácio das Princesas. Nas previsões da parlamentar, o Executivo estadual terminará 2018 com restos a pagar acima de R$ 1,5 bilhão, estouro do limite máximo de comprometimento da receita corrente líquida com despesas com pessoal e novo déficit orçamentário. “É nosso papel alertar, registrar esses dados, visto que na propaganda do PSB cabe tudo”, acrescentou.

Postado por Priscila Krause às 14:29:26
________________________________________________________

Deixe seu comentário

(obrigatório)