Blog de Priscila » Blog Archive » Governo de PE tem R$ 32,9 milhões em conta para ações de urbanização e saneamento em Paulista; Priscila Krause cobra aplicação dos recursos
Recife, 16 de maio de 2018

Governo de PE tem R$ 32,9 milhões em conta para ações de urbanização e saneamento em Paulista; Priscila Krause cobra aplicação dos recursos

A deputada estadual Priscila Krause (DEM) trouxe à tona, ontem, em discurso na Assembleia Legislativa, os extratos de contas bancárias do governo de Pernambuco atestando a existência de recursos para a execução de obras estruturadoras no município de Paulista. Uma das ações está vinculada a convênio entre a Secretaria das Cidades e o Ministério das Cidades para urbanização das comunidades de Justiça e Paz (Tururu), São Pedro e pavimentação e drenagem no Janga e em Pau Amarelo (R$ 13,3 milhões). O outro convênio, sob a responsabilidade da Secretaria de Recursos Hídricos, trata da ampliação do sistema de esgotamento sanitário no município. Nessa conta, estão depositados R$ 19,7 milhões.

De acordo com a deputada estadual, os R$ 32,9 milhões à disposição do município de Paulista precisam se transformar em ações práticas que beneficiem diretamente a população. “A questão do esgotamento sanitário é fundamental para o município de Paulista. O Ministério das Cidades, por exemplo, depositou os recursos, mais de dezenove milhões, no final de 2017. É um montante volumoso que certamente ajudará a solucionar a questão do esgotamento. O outro convênio foi repassado em 2013 e tem a ver com o PAC. O prazo para conclusão se finda em fevereiro de 2019”, registrou Priscila.

No total, o relatório de recursos em caixa do governo estadual elaborado pela deputada estadual apurou a existência de R$ 298,2 milhões depositados em contas corrente, poupanças e fundos de investimento vinculados à execução de 29 convênios em prol da realização de obras e ações em benefício do povo pernambucano. Firmados entre a administração estadual e o governo federal, os convênios estão, em sua maioria, próximos do termo final do seu prazo, o que – caso medida em contrário – obrigaria a gestão estadual a devolver os recursos para Brasília. De acordo com Priscila, a situação demonstra a lentidão administrativa da gestão do governador Paulo Câmara (PSB) e exige da própria Assembleia Legislativa a execução de uma força tarefa em prol do destravamento das obras e ações.

 

Postado por Priscila Krause às 11:35:53
________________________________________________________

Deixe seu comentário

(obrigatório)