Recife, 05 de junho de 2017

No Dia do Meio Ambiente, Priscila Krause lança documentário-viagem sobre o Rio Capibaribe

Foto: Cecilia Sá Pereira

A deputada estadual Priscila Krause (DEM) decidiu marcar a Semana Nacional do Meio Ambiente com a divulgação de um documentário narrado por ela própria, gravado em maio, no curso do Rio Capibaribe (desde sua nascente, em Poção, até o Recife). A série intitulada “Expedição Capibaribe” é composta por dez episódios, que estão sendo veiculados no Facebook e no Youtube diariamente desde quinta-feira (1º). Hoje, Dia Mundial do Meio Ambiente, Priscila subiu à tribuna da Assembleia Legislativa para anunciar a empreitada. No discurso, Priscila lembrou que o cuidado com os rios é fundamental para evitar tragédias como as enchentes ocorridas no Rio Una, no final do mês passado, na Mata Sul.

“A ideia era fazer uma viagem da nascente à foz do Capibaribe, devidamente documentada com a tecnologia disponível, que pudesse gravar a realidade nua e crua como uma consciência crítica permanente, como um grito de socorro. O documentário é mais que uma obrigação parlamentar, é um chamamento a todos nós pernambucanos, indistintamente, para que cuidemos dos nossos patrimônios naturais”, explicou Priscila. Nos três primeiros episódios, já exibidos (link acima), a Expedição apresenta a realidade do Rio em Poção, Jataúba, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama.

Em Poção, a nascente do Capibaribe está localizada em meio a pequenas propriedades rurais que, sem água por conta da seca, instalaram uma bomba para se abastecer direto dali. No segundo episódio, em Jataúba, a realidade é muito diferente de um leito normal de rio: intermitente, o Rio segue seu caminho embaixo do chão, no subterrâneo. Na região, também sem chuva constante, a exploração da areia lavada do leito seco para a construção civil é um problema que chama atenção de especialistas e pode trazer danos irreversíveis. Já no Polo de Confecções, uma das regiões mais prósperas do interior pernambucano, o dilema é entre o desenvolvimento proveniente das lavanderias de jeans e a saúde do Rio.

Nos episódios restantes, a deputada gravou em Surubim, Salgadinho, Passira, Limoeiro, Paudalho, São Lourenço da Mata e Recife. A capital pernambucana, “cidade que se confunde com o Rio”, de acordo com Priscila, é protagonista de quatro episódios, que focam na Mata Atlântica, no abandono do projeto da navegabilidade, na falta de saneamento e nas palafitas. Quando encerrada a exibição dos vídeos nas redes sociais, Priscila disponibilizará ao público uma compilação de todos os episódios para download.

 

Postado por Priscila Krause às 16:16:22
________________________________________________________

Deixe seu comentário

(obrigatório)