Recife, 07 de julho de 2015

Em visita ao DNIT, Priscila Krause esclarece destino de R$ 126 milhões para requalificação da BR-101 no Recife

Foto: Equipe Priscila Krause

A deputada estadual Priscila Krause (DEM) se reuniu na manhã desta terça-feira (7) com o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em Pernambuco, Euclides Bandeira de Souza Neto, no intuito de esclarecer a situação do trecho metropolitano da BR-101 (de Abreu e Lima a Jaboatão), foco de um convênio entre o Departamento e a Secretaria Estadual das Cidades assinado há três anos. O DNIT repassou R$ 125,6 milhões em 31 de dezembro de 2012, mas o governo estadual não executou a intervenção. No trecho, a BR está sob responsabilidade do poder executivo estadual.

De acordo com o superintendente, o fato de a BR-101 em Pernambuco ter entrado no pacote de concessões do governo federal não impedirá a realização da obra, até porque os recursos já estão nos cofres estaduais. Após ter problemas com o consórcio responsável pela obra (Mendes Júnior/Lidermac), a Secretaria das Cidades está finalizando o novo edital de licitação em parceria com o DNIT. De acordo com Euclides, a estimativa é que o certame seja iniciado em agosto, sob as regras do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que agilizará a contratação.

Como não foi utilizada, a verba repassada pelo DNIT ao governo estadual é acompanhada sistematicamente pelo órgão federal e já rendeu mais de R$ 13 milhões, alcançando um montante atual superior a R$ 140 milhões.

Questionado pela deputada a respeito do fato de o poder público executar a requalificação desse trecho para posteriormente repassá-lo à iniciativa privada, o DNIT respondeu que possivelmente a melhoria entrará como contrapartida do governo federal na negociação com o ente privado, balizando um valor de pedágio mais vantajoso ao usuário.

Para a deputada estadual Priscila Krause (DEM), o fato de a requalificação da BR 101 no entorno do Recife estar mantida mesmo com o atraso de três anos do governo estadual é positiva e importante para a qualidade da mobilidade na Região Metropolitana. “Nós não podemos admitir que esse dinheiro permaneça repousando enquanto os passageiros tenham a vida em risco ao andar pela BR-101. Vamos acompanhar cada passo desse processo”, afirmou.

BR 423 e ARCO METROPOLITANO – Em relação a outras intervenções importantes em vias federais, Priscila questionou o superintendente em relação ao traçado do Arco Metropolitano e à ampliação da BR-423 no trecho de São Caetano a Garanhuns. Sobre o Arco, o DNIT afirmou que aguarda as manifestações de interesse da iniciativa privada para discutir detalhes da intervenção, que será acompanhada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Já sobre a BR-423, a licitação será iniciada em outubro e a obra será de inteira responsabilidade do DNIT, que anunciou já ter os recursos garantidos para tal.

 

Postado por Priscila Krause às 14:43:38
________________________________________________________

Deixe seu comentário

(obrigatório)