Recife, 27 de maio de 2015

No 1º quadrimestre, convênios federais para Pernambuco tem pior desempenho desde 2008, aponta relatório de Priscila Krause.

Foto: Cecilia Sá Pereira

A deputada estadual Priscila Krause (DEM) apresentou agora há pouco, no plenário da Assembleia Legislativa, relatório com o detalhamento dos repasses referentes aos convênios voluntários firmados entre os governos federal e estadual (administração direta) no primeiro quadrimestre de 2015. Em meio à crise financeira que atinge o País, o relatório de 15 páginas, baseado em dados do Portal da Transparência do governo federal, aponta transferências de verbas de 43 convênios, somando o total de R$ 70,6 milhões, o menor montante desde 2008.

Em comparação com o mesmo período (de janeiro a abril) de 2014, a queda foi de 53%, enquanto a redução é ainda maior quando se compara o mesmo período de 2013: 72% a menos. De acordo com a deputada estadual, o orçamento estadual prevê a captação de R$ 1,447 bilhão para o atual exercício, concluindo que até o primeiro quadrimestre a arrecadação real somou apenas 4,8% do previsto. “Se continuarmos nesse ritmo, teremos dias ainda mais difíceis pela frente. É preciso que as forças políticas de Pernambuco se unam em defesa do nosso estado”, afirmou.

De acordo com a deputada, é preciso salvar do corte federal convênios significativos para o Estado, sobretudo aqueles que estão próximos do prazo de vigência. Ela citou seis exemplos que, juntos, ainda tem R$ 139,2 milhões a receber do governo federal. São obras e ações como instalação de cisternas de cimento, fortalecimento da cadeira produtiva de leite, implantação de sistema de dessalinização no Semi-árido, ampliação do Hospital Agamenon Magalhães, construção do Hospital da Mulher de Caruaru e Implantação do Sistema Adutor de Vitória de Santo Antão.

Os dados do relatório foram apurados no Portal da Transparência do governo federal.

 

Postado por Priscila Krause às 17:33:13
________________________________________________________

Deixe seu comentário

(obrigatório)