Recife, 12 de maio de 2015

Em meio à seca, governo de PE retira R$ 3,4 milhões de projeto de acesso à água na Zona Rural; até abril, IPA só investiu R$ 15 mil

Foto: Cecilia Sá Pereira

Atingido pelo quarto ano consecutivo de estiagem, uma das mais graves das últimas décadas, Pernambuco contará com menos recursos para a ampliação do acesso à água na Zona Rural. O governo estadual determinou, por meio de cinco decretos assinados pelo governador Paulo Câmara (PSB) – publicados de fevereiro a maio -, a realocação de R$ 3,4 milhões antes previstos para a ação em prol do abastecimento por meio de investimentos do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). A informação, revelada pela deputada estadual Priscila Krause (DEM), foi repercutida agora há pouco na sessão plenária da Assembleia Legislativa. O último decreto nesse sentido foi publicado na última sexta-feira (8).

“É fato que o governo estadual está em crise, assim como todos os outros entes federados, mas é inadmissível que retirem verbas de ações de combate à seca. Mais sério ainda é praticamente não executar investimentos do IPA em quatro meses de administração. O ajuste do governador precisa cortar em supérfluos e não em ações tão básicas ao povo do interior”, afirmou Priscila.

A Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015 previa investimentos de R$ 15,011 milhões, com recursos do tesouro estadual, no projeto “Ampliação do Acesso à Água para Famílias do Meio Rural”. Com as realocações determinadas pelo governador, esse valor caiu 23%, agora somando R$ 11,16 milhões. Os decretos anulam as dotações do IPA e incrementam majoritariamente os orçamentos da Secretaria de Transportes e da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer. Só para a Pasta de Esportes, foi somado R$ 1,5 milhão em prol de despesas correntes.

A deputada também questionou a administração estadual a respeito da redução significativa de investimentos realizados pelo IPA, responsável por ações no âmbito de infraestrutura hídrica como perfuração e instalação de poços, implantação de dessalinizadores, sistemas de abastecimento de água simplificados e construção de barragens mecanizadas de pequeno porte. Enquanto nos últimos quatro anos (de 2011 a 2014) os investimentos do IPA no primeiro quadrimestre tiveram uma média de R$ 5,89 milhões, esse ano o valor somou R$ 15.058,40. Os dados estão disponíveis no Portal da Transparência do governo estadual.

Postado por Priscila Krause às 17:40:06
________________________________________________________

Deixe seu comentário

(obrigatório)