Recife, 14 de dezembro de 2011

Traçado da Via Mangue inviabiliza Aeroclube em Boa Viagem

Do Diário de Pernambuco, Vida Urbana, 14/12/2011:

A mudança da sede do Aeroclube de Pernambuco está mais próxima de ser concretizada. A expectativa é de que o local seja definido no primeiro semestre de 2012. De acordo com o presidente do centro de aviação, José Pereira Costa, foram discutidos com o governo do estado espaços em municípios da Região Metropolitana do Recife, como Paulista, Olinda e Cabo de Santo Agostinho, e também da Mata Norte, como Vitória de Santo Antão e Goiana. A saída do Pina é dada como certa principalmente por conta das obras da Via Mangue, que devem ser concluídas em novembro de 2014 e prometem melhorar o trânsito na Zona Sul. A Prefeitura do Recife já solicitou a desapropriação da área.

O assunto foi um dos temas de discussão durante audiência pública realizada pela vereadora Priscila Krause (DEM), na manhã de ontem, na Câmara de Vereadores. De acordo com a presidente da Empresa de Urbanização do Recife, Débora Mendes, o traçado da Via Mangue passará por dentro do clube aeronáutico, por isso a inviabilidade de funcionamento e permanência no local. Segundo ela, as negociações estão sendo realizadas diretamente com o governo do estado, que é o proprietário da área.

“Vários projetos da Via Mangue comprometem as instalações do aeroclube. Estamos em conversação amigável com o governo para viabilizar a nossa saída. Mas, vamos continuar prestando serviços de formação de piloto e comissário de bordo. Hoje, somos o maior centro aeronauta do Nordeste”, afirmou o presidente José Pereira Costa.

Ainda de acordo com o presidente do aeroclube, diversos processos tramitam na Justiça pela disputa do terreno. O governo do estado pede a reintegração de posse. Já a direção do centro solicita a posse efetiva. Em nota à imprensa, o aeroclube aponta que a área foi doada em 1940, pelo então governador Agamenon Magalhães. “Além dos cursos de formação, o espaço conta com instituições de pesquisa, desenvolvimento e inovação reconhecidas nacionalmente, que geram empregos e exportam aeronaves para Europa”, informou a nota.

Postado por Priscila Krause às 10:02:29
________________________________________________________

2 comentários

  • sábado, 25 de agosto de 2012 às 20:51

    O progresso as vezes,’e egoista e atropela passados e sentimentos;lembro-me da minha infancia no patio do aerodromo,fascinado com as pequenas aeronaves.Nao seria o caso desse pedaço da historia de PE. ser tombada pelo patrimonio historico? por queapagar vestigios de um passado historico e brilhante em detrimento a, um progresso politicamente incorreto?

  • Edmundo diz,

    segunda-feira, 03 de setembro de 2012 às 14:20

    Uma pena que todo e Recife virou um lugar para empreendimentos imobiliários. Praticamente não existe mais bares e restaurantes na orla do Recife e agora por interesse imoboliários a atenção agora está voltada para o terreno do aeroclube. Até o presente não foi disponibilizado um novo lugar para o aeroclube e o projeto atual a pista da via mangue, passa exatamente no centro do terreno. Não existe interesse de a nova via passar ao lado do aeroclube e sim pelo meio, demostrando a intenção de se contruir em ambos os lados do terreno.
    Uma pena que nesse caso não existe pessoas interessadas em defender a permanência do aeroclube, que é um clube que forma profissionais na aviação e que não haverá pista de vôo para a formação de pilotos. O que será mais provável é que os pilotos em treinamento irão fazer seus pousos e decolagens no aeroporto dos Guararapes cujo trafega aeronaves de grande porte com passageiros a bordo.

Deixe seu comentário

(obrigatório)